Áreas de Interesse Arqueológico de Porto Alegre-RS

 

Em 2013, a Prefeitura Municipal de Porto Alegre/RS, através da Coordenação da Memória Cultural, órgão da Secretaria da Cultura, promoveu a elaboração e atualização da cartografia das Áreas de Interesse Arqueológico do município utilizando os SIG. O objetivo foi organizar e mapear uma base de dados existente (tabular), composta por áreas já escavadas e catalogadas. Foram gerado dois mapas, cuja classificação adotada segue a importância e o período das ocorrências.

O primeiro apresenta os Sítios e Ocorrências Arqueológicas Registrados, bem como os locais pesquisados mas sem evidências, e os locais pouco impactados pela urbanização.

O segundo apresenta a Evolução da Ocupação Urbana no Município de Porto Alegre, cuja classificação foi dividida em 3 períodos, de forma cronológica, em que a cor mais escura foi adotada para o período mais antigo (iniciando em 1752) e assim gradativamente até a cor mais clara para o período mais recente com interesse arqueológico (ano de 1956). Pode-se observar que grande parte da expansão urbana se deu ao longo das vias, que no mapa estão representadas na mesma graduação de cores por trechos lineares ao longo dos logradouros.

Trata-se de um cadastro georreferenciado que visa apoiar o setor público na tomada de decisão sobre questões que envolvam a preservação das áreas catalogadas bem como a identificação de novas áreas de interesse arqueológico. Com a desenvolvimento de novas escavações e/ou estudos, este trabalho poderá, e deverá, ser complementando.

Sítios e Ocorrências Arqueológicas Registrados e
Evolução da Ocupação Urbana no Município de Porto Alegre

A Secretaria da Cultura publicou em dezembro de 2016 o livro intitulado “Gerenciamento do Patrimônio Cultural no âmbito do licenciamento ambiental em Porto Alegre: O componente arqueológico“ resultante da evolução deste trabalho [link].